Como o Bitcoin me ajudou a fazer um curso de Harvard

“Somente os ensinamentos da universidade não serão suficientes para você se diferenciar no mercado de trabalho”. Você já ouviu essa frase também? À fim de ter sucesso em um mercado cheio de profissionais brilhantes, é necessário focar em dois principais fatores:
  1. Estar cercado de pessoas boas e inspiradoras para aprender e trocar conhecimento;
  2. Se capacitar nas mais variadas formas tais como novas línguas, cursos, eventos, desenvolvimento de habilidades técnicas, experiências extra curriculares, etc.
Essa busca por capacitação pode te ajudar a superar os obstáculos e desafios no trabalho e ser um catalisador na sua carreira. Apesar de uma carreira breve, as experiência anteriores e as minhas capacitações em cursos e eventos me auxiliaram a desenvolver os projetos que fiz na Resultados Digitais e, em razão dos resultados obtidos, foi-me proporcionado grandes oportunidades como ser convidado a palestrar no TDC e no IIeX Latin America 2017 e ter maior contato com pessoas consideradas referências na área de BI/Analytics/Data Science/OKR/Gestão de Projetos do Brasil e do Vale do Silício.
Apesar dos aprendizados provenientes de cursos e eventos, sentia a necessidade de me aperfeiçoar ainda mais, desenvolvendo minhas qualidades e melhorando aquilo o que precisava ser desenvolvido. Assim, procurei me focar em outras oportunidades que estas experiências me traziam. Nos eventos, por sentir, na maioria das vezes, uma falta de aprofundamento nos temas tratados, passei a focar no networking, conhecendo e conversando com as pessoas que estavam presentes e, desta forma, adquirindo conhecimento de uma uma maneira diversa.
Já nos cursos que realizava, tive algumas frustrações por falta de interatividade com as pessoas que também realizavam, visto não haver a possibilidade de compartilhamento de ideias e conhecimentos. Assim, as aulas me proporcionavam um embasamento apenas teórico e, quando buscava aplicar na prática, sempre havia algo que não tinha sido contemplado no curso e era difícil encontrar pessoas que poderiam te ajudar no assunto em específico. 
Após terminar a especialização de Business Analytics de Wharton, comecei a procurar um curso que me fornecesse um conhecimento voltado ao mundo dos negócios. Contudo, em razão das decepções anteriormente elencadas, busquei aulas que fossem realizadas de maneira diversa do tradicional, em que estamos acostumados a ter. Foi quando eu encontrei o curso de Harvard: HBX CORe

O QUE É O HBX CORE?

O HBX CORe é um programa pré-MBA da Harvard Business School com duração de 12 semanas, que exige 10 a 15 horas de estudo por semana, com o propósito de fornecer uma base de negócios para os alunos. O curso é fornecido a partir de vários casos de estudos reais e é composto por três módulos:
  • Business Analytics  introduz métodos quantitativos usados para analisar os dados e fazer melhores tomadas de decisão;
  • Economics for Managers  foca em conceitos econômicos (oferta, demanda, custo, mercado, competição e diferenciação) e nas suas aplicações no mundo real”;
  • Financial Accounting  ensina os fundamentos de contabilidade financeira mostrando como analisar empresas a partir dos seus balanços financeiros.
Qual é a diferença do HBX CORe para os outros cursos?
O HBX CORe foi preparado em uma plataforma própria e isso faz com que eles possa oferecer diferentes maneiras de aprendizado que outros cursos não conseguem tais como: 
  1. Networking e Interação
As turmas do curso são fechadas e elas possuem datas exatas de início e de fim. Cada turma possui em torno de 250 alunos do mundo inteiro  onde é possível interagir, compartilhar artigos interessantes, pedir explicações de conteúdos, tirar dúvidas, se conectar no LinkedIn e fazer networking.

  1. Não burocrático 
Ao contrário de muitos cursos online, a maioria dos vídeos possuem menos que três minutos onde é construído todo o raciocínio lógico junto ao aluno e, no final de cada capítulo da semana, há uma prova para avaliar o seu desempenho. No final de todo o curso, você deve ir a uma escola Pearson VUE para realização da prova final.
  1. Formas de aprendizados diferenciados
Esse último ponto foi o mais surpreendente, pois ao invés de serem vídeos maçantes, longos e teóricos, os conceitos são mostrados com base em estudos de caso e depoimentos de empreendedores, diretores de grandes empresas e investidores. 
Além disso, há várias perguntas abertas e cold-calls (perguntas com tempo limite para resposta) para reflexão e debate entre os alunos onde você pode comentar e dar uma estrela” qualificando as melhores respostas. 
Por fim, outra grande experiência foi o HBX Live: 2 horas de aula ao vivo com 60 estudantes dos mais variados países podendo interagir e debater com os professores de Harvard.

ANIMAL! MAS QUANTO CUSTA ISSO?

Infelizmente, USD 1950. Mais de R$7.000,00 se contarmos todas as despesas, incluindo o deslocamento para São Paulo para realizar o exame final! skullskullskullskullskullskull
E agora?! face screaming in fearface screaming in fearface screaming in fear
Desistir? Jamais! 

A SOLUÇÃO: BITCOIN

Nesta mesma época, eu realizaria um talk para o meu time na Resultados Digitais e não tinha definido ainda o temaAssim, surgiu-me a ideia de falar sobre Bitcoin por três principais motivos: 
  1. Há um buzz muito grande em relação a criptomoedas e era um tema que interessava todo o time;
  2. Estava buscando alternativas para o financiamento do meu curso de Harvard e o investimento em bitcoins poderiam ser uma solução; 
  3. Além de externalizar o conteúdo e praticar como falar em público, eu teria a oportunidade de aprender mais sobre um tema que não está no meu dia dia profissional.
De forma simplificada,  o Bitcoin é uma criptomoeda cuja criação e transferência é baseada em códigos criptografados e ele é auto-regulável, ou seja, independente de qualquer autoridade central. 
O grande ponto que me fez ter interesse pela moeda nesse caso não foi a mudança de paradigma que ele propõe, mas sim a sua grande valorização nos últimos anos. Por exemplo, uma pessoa que investiu R$ 1.000,00 em junho de 2015, hoje teria cerca de R$ 33.000,00 money bagmoney bagmoney bag  money bagmoney bagmoney bag  
Caso você queira entender mais sobre Bitcoin, segue abaixo os slides do talk:

Para melhorar a situação, recebi boas notícias: caso eu decidisse realizar o curso, poderia paga-lo somente no final, ou seja, apenas em Dezembro e apenas 50% do valor! A missão ainda era árdua, mas bem plausível: R$3400,00 em 6 meses.

CURSO COMPRADO: QUE COMECE A JORNADA DE INVESTIMENTOS

Mesmo lendo muitos artigos sobre o mercado como no Criptomoedas Fácil e no News BTC, acompanhando os grupos e pessoas consideradas como referências nesse mercado ainda tinha muitas incertezas de quande quanto começar a investir, qual exchange escolher, qual seria o melhor momento para começar, etc. 
Defini que começaria com apenas R$500 utilizando a Foxbit, a maior exchange de Bitcoin no Brasil. Como seria difícil estabelecer o melhor momento para investir, decidi ir adiante e começar naquele mesmo momento: dia 30/06/2017.
Nesse post, não irei explicar o processo de como começar a investir, mas no próprio site da Foxbit tem vários tutoriais ensinando como criar a sua conta e comprar/vender Bitcoins.

TURTLE RULES: A ESTRATÉGIA DE INVESTIMENTO

Apesar de apresentar um tendência de alta ao longo prazo, o Bitcoin apresenta uma grande volatilidade em determinadas épocas e até mesmo ao longo do dia. Para lucrar mais ainda com o mercado, a ideia básica de investimento é: Comprar na baixa e vender na alta. 
Dito isso, busquei algoritmos básicos que poderiam me auxiliar na estratégia de investimento para realizar a compra e venda de Bitcoins. Desenvolvi o código do algoritmo em Python baseado no Turtle Trading Strategy que rodava periodicamente e tinha a seguinte estratégia:
    • Se o Preço atual é o maior preço dos últimos 7 dias, vende
    • Se o Preço atual é o menor preço dos últimos 7 dias, compre
    • Senão, relaxa e reza. victory hand folded hands victory hand folded hands  
Como o processo de compra e venda era feito manualmente e eu não tinha dinheiro nem tempo para ficar verificando o valor do Bitcoin a todo momento, muitas oportunidades de compra e venda foram perdidas. 
Essa é a melhor estratégia de investimento? Provavelmente não. 
Mas com o tempo e recurso disponível, foi a melhor que eu pensei no momento. face with stuck-out tongue 

A PRIMEIRA VENDA: 21% DE VALORIZAÇÃO EM 21 DIAS

Sinceramente, eu não sabia muito o que esperar desse investimento, mas esperava (muito) que o Bitcoin valorizasse bem mais do que investimentos tradicionais (CDB, CDI, Tesouro Direto) onde, com muito esforço, conseguem render entre 1% e 1.5% ao mês. 
Começado o investimento, o Bitcoin apresentava um comportamento bem volátil nos primeiros dias até mesmo chegando a ficar em um preço abaixo do qual eu tinha comprado. 
Pensei: ferrou. Mas no 21º dia: BOOM. 
21% de lucro  em média, 1% de valorização por dia

Vendi os Bitcoins! Afinal, eu nunca tinha lucrado tanto em tão pouco tempo com investimentos! Agora era só esperar baixar e recomprar, certo?

O PROBLEMA: ELE NÃO DESVALORIZAVA

Os dias passavam e o Bitcoin não caía para eu recomprar. Com a volatilidade da moeda, defini recomprar pelo mesmo preço que eu tinha vendido na esperança de valorizar ainda mais. 

AUMENTANDO O INVESTIMENTO

Como o tempo que sobrava para analisar o Bitcoin era escasso, várias oportunidades de trades diários eram perdidas até que no dia 15 de setembro, uma bolsa de Bitcoins Chinesa anunciou que interromperia as negociações da moeda no fim do mês. Em uma semana, a moeda desvalorizou mais do que 30% mostrando uma boa oportunidade de compra segundo o algoritmo.
Segui o conselho e além dos 0.05 BTC já comprados, investi em mais 0.101 BTC. 

LIQUIDANDO O INVESTIMENTO

Após essa brusca queda, a moeda começou a se valorizar fortemente e ninguém sabia até quando o Bitcoin continuaria subindo. Como você pode ver no gráfico abaixo, tiveram vários sinais de venda durante o mês de outubro, mas não tive tempo para analisar a possível venda nesse período devido ao curso, entrega de projetos no trabalho e o RD Summit. 
Passado a correria, decidi liquidar todo o investimento obtendo 107% de lucro em apenas 4 meses.

Apesar de ter conseguido mais de 100% em lucro, nos dias seguintes eu via a moeda se valorizar cada vez mais e sempre vinha a pergunta na cabeça: Por que eu não esperei mais um pouco?”.  
Por outro lado, eu já estava muito feliz, pois conseguiria pagar o curso de Harvard com o dinheiro investido mais o lucro realizado.

EIS QUE SURGE OUTRA OPORTUNIDADE

Dias depois, outra oportunidade apareceu e com ela a chance de pagar todo o curso com apenas o lucro dos Bitcoins. No dia 9 de novembro, o Bitcoin foi de USD 7.4k até níveis abaixo de USD 6k devido a discussões envolvendo Segwit 2x, Bitcoin e BTC Cash. Esse post explica um pouco sobre as quedas do valor da moeda.

Comprei novamente Bitcoins com todo o dinheiro que eu tinha liquidado antes. A ideia que tinha até então era que esse valor se recuperaria até o final do ano e eu poderia lucrar um pouco mais.
De repente, a moeda começou a se valorizar muito em pouquíssimo tempo e em apenas 6 dias ultrapassou a barreira histórica do USD 8000  o maior valor do Bitcoin de todos os tempos. 
Com essa hipervalorização, eu tinha exatamente o dinheiro que eu precisava para pagar o curso com os lucros do Bitcoin e, com o algoritmo dando vários sinais de vendas, resolvi liquidar novamente.

CONCLUINDO

Como é possível ver no ver no gráfico abaixo, obtive um retorno de 2.97 vezes em um pouco menos de 6 meses de investimento. Isso fez com que eu pudesse pagar o curso somente com o lucro do dinheiro investido em Bitcoin e continuar investindo com o montante inicial em rumo de financiar novos sonhos. 

Vale ressaltar aqui que investir em Bitcoin tem um grau de risco bem elevado e é um mercado novo onde as pessoas estão começando a entender o seu funcionamento e comportamento. 
Trouxe esse relato para mostrar como a moeda me ajudou a fazer um curso de uma das melhores escolas de negócio do mundo a partir de uma estratégia super simples e, é claro, contando com um pouco de sorte. 
Thiago, o Bitcoin vai subir nos próximos meses? Não sei.
Você acha que eu deveria comprar Bitcoin? Não sei. 
Quanto eu deveria investir? Não sei.  
Eu deveria comprar agora? Não sei. 
Você recomendaria alguma outra criptomoeda para investir? Não sei.
Há pessoas e blogs na internet que são muito mais especializados no assunto do que eu e, caso você tenha interesse, segue abaixo alguns links interessantes: 
Exchanges Brasileiras:
Carteiras virtuais:
Notícias sobre Bitcoin:
Especialistas:
Evento no Brasil:
Possível Regulamentação no Brasil:
E o curso? 
O HBX CORe foi uma fonte de conhecimento com um valor inestimável. As informações fornecidas, a qualidade dos conteúdos com casos reais e o envolvimento de alto nível entre os alunos dos mais variados backgrounds e de todas as partes do mundo superaram completamente as minhas expectativas. 
Junto ao conhecimento prévio da engenharia e do meu trabalho na Resultados Digitais, a combinação de assuntos abordados me deu um maior conhecimento para pensar mais fundo sobre o que é preciso para executar um negócio bem sucedido, como ganhar no mercado, como tomar decisões baseadas em dados pode lhe trazer vantagem competitiva e até mesmo interpretar performances de empresa lendo balanços financeiros. Se você tiver a oportunidade, eu recomendo fortemente o curso.
Hoje, eu finalizei o curso e a sua qualidade foi fundamental para eu ter disciplina e comprometimento, sacrificando algumas madrugadas e finais de semana para entregar cada módulo dentro da sua data limite.  party popperparty popperparty popperparty popperparty popperparty popperparty popper

Agora começo a fase de preparação para o teste final que será realizado no dia 11 de dezembro em São Paulo, onde busco não só a conclusão do curso, como a certificação com Honors. sports medalsports medalsports medalsports medalsports medalsports medalsports medal
PS: Após escrever esse post, voltei a investir em Bitcoin e hoje, dia 29 de novembro, a moeda atinge valorização histórica de R$42.000,00.  Será que o próximo objetivo vai ser pagar uma viagem com o lucro do Bitcoin? 

Comments (10)

Boa Thiago!
Me deu uma vontade de investir

Aí sim hein bro… to querendo começar esses investimentos aqui do meu lado tbm… na hora vo te dar um ping my guru 😉

Thiago, parabéns pelo post! Juntar Bitcoin e Harvard no mesmo título foi genial! Nada melhor do que começar a investir pq tem um objetivo final. Poderia explicar onde vc roda o algoritmo em python de recomendação de compra/venda?
Abração

Fala Marcel, tudo certo?

Eu uso a API do Poloniex e rodo ele localmente usando o Jupyter. Se você quiser, posso compartilhar contigo o código 🙂

Um abraço,
Thiago

Fala Thiago, bacana, valeu pelo retorno! Eu estou usando a API da Bitfinex rodando um robô na Cryptotrader. Abraço

Queridão. Quero saber mais sobre esse curso! Me add no skype gabriel.kauffmann.schuler

Excelente Thiago! Parabéns pela jornada e conhecimento, fantástico! s2 🙂

Massa demais! Mandou mto Thiago! Abcos!

Que aula, meu caro!

Fico muito feliz em ver a maturidade e o teu conhecimento, além é claro da desenvoltura de botar tudo isso no “papel” de maneira escaneável. Parabéns não só pelo artigo, quanto pela dedicação na carreira.

Grande abraço!

Thiago, que ótimo compartilhar essa experiência. E parabéns pelo curso. Cara gostei da ideia do algoritmo que usou. Como disse ao Marcel que pode compartilhar o código. Se puder compartilhar comigo, ficaria muito agradecido.

Leave a comment